A espera terminou! Na última sexta-feira (29) a CONMEBOL sorteou os grupos da Libertadores de 2022. Em Luque, no Paraguai, e com a presença dos 28 representantes das agremiações, que participaram do campeonato regional mais emocionante do planeta, ficaram definidas as disputas e os grupos da primeira fase da Libertadores 2022.

Palmeiras – GRUPO A

O primeiro grupo, liderado pelo atual campeão da competição Palmeiras, acabou formado pelo Emelec, do Equador, Deportivo Táchira da Venezuela e o Independiente Petrolero da Bolívia. O primeiro jogo do grupo será entre Palmeiras e Emelec que acontecerá na cidade de Guayaquil, palco da final da Libertadores 2022. Confira um raio-X dos adversários do verdão.

·       Emelec: vice-campeão do Equador, sua melhor campanha na competição aconteceu em 1995 quando chegou na semifinal. O principal jogador da equipe é o atacante João Rojas, de 32 anos, que defende a seleção nacional.

·       Deportivo Táchira: campeão da Venezuela, a equipe de San Cristobal começou 2022 com tudo. Atualmente, os comandados do espanhol Álex Pallarés somam três vitórias e um empate no campeonato nacional.

·       Independiente Petrolero: vencedor da séria A de futebol da Bolívia em 2021, o Independiente pode surpreender o Palmeiras. Não pelo futebol, mas pela altitude da região em que manda seus jogos: 2.800 km acima do nível do mar.

Athletico — GRUPO B

Classificado após vencer a Sul-Americana do ano passado, o Furacão pela primeira vez foi cabeça de chave do torneio. Com o sorteio da última sexta-feira, o clube paranaense caiu no mesmo grupo que Libertad do Paraguai, Caracas da Venezuela e The Strongest da Bolívia. Vai estrear fora, na cidade de Caracas, sede do Caracas F.C., no dia 6 de abril.

·       Caracas F.C.: atual vice-campeão do campeonato nacional, o Caracas F.C. se classificou para a fase de grupos após vencer o tradicional time colombiano Junior Barranquilla. Porém, ainda não emplacou na competição nacional com três empates e uma derrota.

·       The Strongest: voltado para a competição após um ano fora, o clube mais antigo da Bolívia, o clube ficou em terceiro lugar no campeonato nacional do ano passado e se classificou após vencer o Universidad Católica do Chile.

·   Libertad: rival do Atlético na final da Sulamericana no ano passado, o Libertad tem a chance de devolver a derrota do título. O clube lidera o campeonato local de forma invicta, com 6 vitórias, um empate e nenhuma derrota na sétima rodada.

Red Bull Bragantino — GRUPO C

Fazendo sua estreia na maior competição de futebol do hemisfério sul, o Red Bull Bragantino caiu no grupo C da Libertadores e vai ter um caminho difícil na fase de grupos. No mesmo grupo caíram três campeões continentais. Nacional do Uruguai, Vélez e Estudiantes da Argentina prometem dificultar a vida do clube de Bragança na sua primeira Libertadores.

·        Nacional: três vezes campeão da Libertadores e vice-campeão do campeonato nacional do Uruguai em 2021, o time ainda não engrenou na temporada. São apenas uma vitória em seis jogos disputados. Entretanto, o time tende a crescer.

·       Vélez Sarsfield: campeão da Libertadores de 1994, ao vencer o então bicampeão São Paulo, o time argentino costuma fazer boas exibições no campeonato. Se classificou para a Libertadores desse ano com a melhor classificação do nacional, porém, ainda não emplacou na temporada. É o último do seu grupo.

·   Estudiantes: com quatro títulos na bagagem, o Estudiantes promete dar trabalho para o Bragantino. Após se classificar nos playoffs, o clube engrenou uma sequência de vitórias e é o atual líder do Grupo B. Marcou 12 gols e conquistou quatro vitórias.

Atlético-MG e América-MG — GRUPO D

Quis o destino que os dois representantes de Minas caíssem no mesmo Grupo. O atual campeão brasileiro, Atlético-MG, entra com força máxima para conquistar o único título que não levou no ano passado. Já o América, classificado após sobreviver aos playoffs, desafia grandes devoradores de títulos. Confira os adversários dos mineiros.

·       Tolima: o time colombiano que já aprontou para cima de clubes brasileiros, o Tolima se classificou para a Libertadores de 2022 após conquistar seu terceiro título nacional. Com 8 vitórias em 14 jogos, o clube da cidade de Ibagué promete complicar a vida dos dois clubes de Belo Horizonte.

·       Independiente del Valle: depois de vencer o primeiro título nacional, o clube equatoriano vem passando por muitas mudanças. Vai mandar seus jogos no seu novo estádio, localizado em Guayaquil, a 2.500 metros do nível do mar. O craque do time é o meio campista Sornoza, velho conhecido dos brasileiros.

Corinthians – GRUPO E

A final da Libertadores de 2012 será repetida, agora na fase de grupos. Com Corinthians e Boca Juniors no mesmo grupo, muitos consideram o Grupo E como o grupo da morte. Além dos dois grandes clubes do continente, o grupo ainda tem o Deportivo Cali da Colômbia e o Always Ready, da Bolívia.

·       Boca Juniors: com sete títulos da Libertadores, o clube de Buenos Aires tenta retomar o papel de protagonista do continente. Mesmo com altos e baixos, o Boca vem com força total e com todo o peso da sua camisa, além do fator La Bombonera.

·       Deportivo Cali: atual campeão da Colômbia, o Deportivo está em maus lençóis em 2021. Com apenas 2 vitórias em 12 jogos, o clube teve várias baixas da equipe campeã do ano passado e ainda está em construção para a Libertadores.

·       Always Ready: pela segunda vez seguido o jovem clube Always Ready está na Libertadores. Agora, vai encontrar adversários de peso, finalistas da competição continental. Seu principal jogador é a altitude, os 4.000 km de distância do nível do mar prometem dificultar a vida dos corintianos.

Fortaleza — GRUPO F

O Fortaleza também terá um caminho difícil na sua campanha da Libertadores de 2022. Isso porque caiu no mesmo grupo que campeões como River Plate da Argentina e Colo-Colo do Chile, além do tradicional Alianza Lima do Peru. Serão jogos difíceis onde os jogadores do Leão terão a oportunidade de provar o valor do clube.

·       River Plate: quatro títulos na bagagem fazem do River Plate o favorito do grupo. Com o mesmo técnico desde 2014, os jogadores do El Milionário têm tudo para passar por cima e avançar às oitavas. Resta saber se o Fortaleza vai aprontar para cima deles.

·       Colo-Colo: único time chileno que levantou a taça da Libertadores, em 1991, o Colo-Colo chega com força máxima para a competição. Atualmente, o time que tem a maior torcida do Chile é o vice-colocado do campeonato local, com 14 gols marcados.

·       Alianza Lima: semifinalista por duas vezes, o Alianza Lima quer levantar sua primeira taça da Libertadores em 2022. No entanto, a equipe que se reforçou no começo ano não conseguiu encaixar seus jogadores. Está fugindo da zona de rebaixamento na Série A do Peruano e conseguiu fazer três pontos apenas uma vez.

Flamengo — GRUPO H

Mais um que pegou um time fácil, o Flamengo promete jogar um futebol para sobrar na fase de grupos da Libertadores em 2022. Com um elenco recheado de estrelas internacionais, o rubro-negro enfrenta clubes que estão em má-fase. Universidad Católica do Chile, Sporting Cristal do Peru e Talleres da Argentina não amedrontam os comandados de Paulo.

·       Universidade Católica: vencedor das últimas quatro competições do campeonato chileno, o Universidad Católica não vive um bom momento. É apenas o oitavo colocado no campeonato local e chega sem muitas perspectivas na competição continental.

·       Sporting Cristal: vice-campeão do torneio da Libertadores em 2022, o clube peruano também está em má-fase. Em décimo primeiro no campeonato local, o Sporting está sofrendo para embalar. Tudo indica que não dará muito trabalho ao rubro-negro.

·       Talleres: Um clube tradicional na Argentina, mas que andava sumido da competição nacional, o Talleres também é comandado por um português, assim como o Flamengo. Entretanto, as semelhanças param por aí. O clube é apenas o décimo segundo do Campeonato Argentino.