Copa do Mundo de 2022 (Grupo F) – Marrocos

A equipe nacional marroquina participou em cinco Copas do Mundo, a primeira vez foi em 1970, quando se tornou a primeira equipe africana a participar de uma Copa do Mundo após a Segunda Guerra Mundial.

Seu maior sucesso até o momento foi chegar às oitavas de final da Copa do Mundo de 1986, onde foram derrotados por 1×0 pela seleção alemã.

Na Copa do Mundo de 2018 na Rússia, os adversários de seu grupo, Espanha, Portugal e Irã, acabaram se mostrando muito fortes. No entanto, o 2×2 na última partida contra a Espanha foi um sucesso respeitável.

O caminho para a qualificação

Nas eliminatórias da CAF, Marrocos foi cabeça-de-série e jogou contra Guiné-Bissau, Guiné e Sudão na fase de grupos seguinte. Devido às restrições da Covid19, Marrocos pôde jogar todas as partidas em solo marroquino. Ao fazer isso, eles venceram todas essas seis partidas e sofreram apenas um gol.

Em seguida, enfrentaram a República Democrática do Congo nos jogos decisivos para a participação na Copa do Mundo, contra a qual o percurso já estava definido com uma vitória de 4-1 na primeira etapa.

As estrelas

O jogador mais importante da equipe é Achraf Hakimi de Paris St. Germain. O lateral-direito já provou sua classe internacional em quatro campeonatos europeus de ponta (pelo Real Madrid, Borussia Dortmund, Inter de Milão, PSG).

No ataque, as esperanças repousam sobre Youssef En-Nesyri do Sevilla FC e Munir El-Haddadi do Getafe. Aestrela do Chelsea, Hakim Ziyech, por outro lado, renunciou à seleção após disputas internas.

O treinador

Vahid Halihodzic tem mais de 30 anos de experiência como treinador. O bósnio de 70 anos já treinou as seleções do Japão, Argélia e Costa do Marfim e já treinou em clubes de prestígio como Paris St. Germain, Trabzonspor e FC Nantes.

Está no comando do Marrocos desde 2019 e tem uma média de 2,23 pontos em 30 jogos com sua equipe. Entre outubro de 2019 e janeiro de 2022, Halihodzic permaneceu invicto com a equipe nacional marroquina.

Ele joga um sistema muito variável com mudanças frequentes e tem uma preferência pelo 4-2-3-1.

Melhor onze

Bono (Sevilla FC) – Noussair Mazraoui (FC Bayern Munique), Romain Saiss (Besiktas), Nayef Aguerd (West Ham United), Adam Masina (Watford) – Soufian Amrabat (AC Fiorentina), Imran Louza (Watford FC) – Achraf Hakimi (Paris St. Germain), Amine Harit (Marselha), Tarik Tissoudali (AA Gent) – Youssef En-Nesyri (Sevilla FC).

Copa do Mundo 2022

O Marrocos enfrentará a Bélgica, Canadá e Croácia no Grupo F da Copa do Mundo de 2022.

Eles têm a tarefa mais difícil com o número dois do ranking mundial, a Bélgica. Resta saber como a Croácia se sairá este ano – para a experiente equipe marroquina, o duelo com os vice-campeões do mundo logo no início do torneio deve ser um jogo fundamental. Contra o Canadá, por outro lado, uma vitória é uma necessidade absoluta.

O Marrocos chega ao Qatar com muito potencial. Eles têm jogadores das principais ligas da Europa em todas as posições e também têm um treinador experiente e reconhecido internacionalmente.

Um lugar nas oitavas de final, onde a Espanha ou a Alemanha presumivelmente os estarão esperando, seria uma enorme conquista. As chances de que isso aconteça talvez sejam melhores do que se imagina.

Outras equipes do Grupo F da Copa do Mundo: